segunda-feira, 17 de maio de 2010

Por que eu te toco

1.

Eu sei porque eu te toco
Porque te abraço
Porque beijo teu ombro
Porque te enlaço
Eu sei porque te beijo, porque encosto meu rosto no seu
Porque acarinho tua barba e arrumo teus cabelos
Porque eu seguro na minha a tua mão
E saber disso me deixa muito confortável
Mas há muitas outras perguntas
Cuja resposta eu não sei

Quando eu te abraço
Eu sei que é porque te amo
Porque te quero proteger de tudo
Porque quero te aninhar e te fazer feliz
Mas por que além disso eu te desejo?
E se não te desejo mesmo assim te mordo
Apenas para dizer que te quero
Apenas para te fazer feliz?

Quando eu te beijo
Eu sei que é porque te amo
Porque há tanto pra dizer que a voz não diz
Que os lábios silenciosos melhor expressam
Mas por que além disso eu te bebo?
Eu te sorvo e te como como um jantar
E por que eu combino de estarmos juntos
E por que eu reservo o teu lugar?

2.

Eu sei porque eu te mordo
Eu sei porque eu te como
Eu sei porque eu te desejo como uma carne sangrenta
E porque eu peço que me leves a tantos lugares
Mas quando estamos numa tarde destas
Com árvores e sombras e tudo é tão tranqüilo
Eu sei porque eu rio, eu sei porque conversamos
Eu talvez até goste de segurar tua mão
Mas por que além disso eu te abraço?
Por que arrumo teu cabelo?
Por que minhas mãos percorrem tuas costas
Passeando por teus pêlos
E por que eu me encosto em você
Sem sentir nenhum desejo?

Eu sei que quando eu te cheiro
É porque tanto eu te quero
E nessas horas eu quero tanto
Que eu te abraço, te enlaço, te beijo
Mas por que eu ando ao teu lado quando eu nem sinto o teu cheiro?
Por que além disso eu te protejo?
E por que eu arranjo de te encontrar
E por que eu espero por ti
E por que reservo o teu lugar?

3.

Eu te quero.
E por quê?
Se eu não te quero morder nem abocanhar
Se eu não te quero beijar nem abraçar
Se eu não quero segurar na tua mão
Se eu não te quero enlaçar, se não te quero acarinhar
O que quero?
E por quê?
Eu sei porque te olho
E porque converso contigo
Mas por que além disso eu sinto
Toda vez que chegas mais perto
Meu coração disparar?

4.

Eu não sei porque eu te quero
Dessa forma que me faz rosnar
Quando eu te vejo, quando eu te ouço
Eu não sei o que me faz chegar mais perto
Se me conquistastes sem esforço
Se desde o primeiro olhar eu já te adorava
Eu sei porque me mantenho perto de ti
Mas eu não sei por que, de repente
Eu não quero apenas me divertir
Eu não quero apenas estar contigo
Eu olho pra ti e sei
Que eu quero te roubar

2 comentários:

Tito Peçanha Leitão disse...

nossa marina, que bonito.
gostei muito mesmo.

Tito Peçanha Leitão disse...

ps: vc não vai publicar a primeira parte do carmina burana aqui também?