sábado, 24 de abril de 2010

Uma Puta Semana Dahora

Se eu olhar com olhos otimistas, foi sim. Pra começar o fim de semana foi incrível! Eu não sentia tanto prazer em wakear fazia muito tempo! E eu rio pra caramba com Friends tb. E é bastante tranqüilo passar um fim de semana em Ibiúna com o Ugo. Até conseguimos encontrar algumas explicações pra gente se dar tão bem. Uma ou duas, talvez não o suficiente.

Depois eu realmente me diverti domingo. Não sabia que tv de madrugada podia ser tão divertido. Eu teria ficado louca sem aquilo. E... Bem, há tanta coisa pra se dizer. Mas eu quero falar só das melhores coisas!

Eu consegui a matrícula em Estrutura de Dados, e, embora eu tenha perdido uma prova dessa matéria, isso me faz instensamente feliz. Não é possível que eu não consiga fazer esses tipo 12 créditos a que me propus. Eu vou dar um jeito. Eu estou mais confiante do que nunca estive.

E já falei de como a festa da Ixa foi o máximo?! A cara dela quando a gente pulou e gritou "Surpresa! Jogo! Êêêê!" Hahahahaha! Conversamos sobre mil coisas e foi tudo muito divertido, eu não me lembrava de como aquele grupo de pessoas podia ser legal (técnicamente, foi a primeira vez que aquela configuração específica de pessoas se reuniu). Eu só queria ter estado com menos sono.

Teve um momento nessa festa em que eu olhei ao redor e percebi o quão intensamente eu amava aquelas pessoas. Não como quando eu me apaixonei por cada uma delas, quando eu passava o dia pensando nelas e pensando em formas de nos aproximarmos. Dessa vez foi aquele amor que só deseja o bem ao próximo, que deseja que possamos rir juntos mais vezes. Eu queria sentir isso por todo mundo. Pra mim é isso que é ter um amigo.

Então eu fui até a Ixa e a abracei. Eu precisava que ela soubesse que eu gosto dela de verdade de verdade. Que eu queria que ela sentisse de verdade o quanto a gente queria dar de aniversário pra ela a felicidade de ter bons amigos.

Mesmo que semana retrasada eu quisesse xingar e dizer porra larga do meu pé, eu quero sair com outras pessoas de vez em quando, quando eu escolho encontrar essas pessoas eu escolho de verdade. Eu me diverti infinito.

Quinta teve muita coisa boa, eu estava já me sentindo bem pior mas consegui notícias boas que me fizeram pular de alegria, resolvi uns problemas que estavam consumindo toda a minha energia, e além disso o almoço com o Tássio foi legal — eu sempre me surpreendo com as coisas que temos em comum, e as diferenças gritantes do outro lado.

Ele me lembrou de uma outra alegria de escrever: essa que as palavras nos dão quando escolhem trabalhar com a gente para criar algo bonito. Eu lembrei de como eu queria escrever livros infantis e livros de poemas para celebrar a beleza das palavras.

Havia uma árvore incrível em cima de mim.

Também foi um dia de mudança e descoberta.

Finalmente, assistimos Dr. Horrible SingAlong Blog e demos umas risadas. A aula de Estatística, com meu professor gaúcho fantástico, não foi nada ruim também.

— Fatorial de menos-um é que nem gaúcho viado: não existe! Agora deixa eu pegar esse rosa macho... Não é qualquer rosa, não... pra escrever a conclusão...

E outra coisa também: estou começando a me entender com a minha Lôba. Por enquanto só o que consigo é alternar uma agressividade intensa com uma calma quanse depressiva, mas em um ou outro momento eu consigo algo mais... Algo como a Criadora.

Preciso me estender mais nesse assunto.
Quem sabe em outro post.

2 comentários:

Chalom disse...

Eu, pessoalmente, tenho me alternado entre uma intensidade agressiva e uma depressão quase calma. Mas isso é um demônio que está comigo faz alguns meses, e que um dia eu vou conseguir exorcizar por completo.

Me assustei com os seus olhos otimistas.

- Ixa - disse...

Eu senti de fato o que você quiz passar bem antes de ler isso. Eu até comentei com o Kim e fiquei verdadeiramente feliz.

Eu nunca me senti muito bem com pessoas do meu sexo. Eu posso contar nos dedos as garotas com quem tive contato. Sei lá, homens sempre me pareceram mais verdadeiros nos sentimentos deles.

Mas já faz um bom tempo que eu confio uma amizade à você. E eu só tenho a agradecer e ficar feliz!