sábado, 18 de dezembro de 2010

Direitos [23-25/9/2005]

Nem todo coração
tem direito a ficar em paz
Nem toda paixão
tem direito a um final feliz
Nem toda amara vida
tem direito de voltar atrás
Nem toda alma perdida
tem direito de ser o que quis
Mas por favor não desista, que a vida é muito maior
que esse pedaço de vida ao qual você se amarrou
Mas por favor não insista, que a vida tem mais sabor
que esse pedaço de vida o qual você não largou
Pois se amarrar
a um amor que morreu
é ainda contar
com o que já se perdeu
Além disso, veja bem, não adianta chorar
Isso não fará o alguém que você ama te amar

----------------------------------------------------

.... é, sei lá. Eu precisava convencer ao pessoas a desistirem de seus amores impossíveis com freqüência... Tentei mudar pouco este poema (só uma alteração de rtmo aqui e ali) porque ele é ruim demais pra ser melhorado. E tem umas quatro melodias diferentes que nem se encaixam tão bem assim. Ora!

3 comentários:

Utak disse...

Não Mali não mude! esse poema está lindo! ele ta em uma melodia muito parecida com a do 5 a seco... posso tentar musicá-lo?

Lobz Wolblood disse...

Ué, pode, claro. Na verdade ele já é uma canção, mas como eu não gosto muito dela pode fazer o que quiser. Estou meio chocada com você ter gostado tanto dele. A propósito, eu fiz várias mudanças antes de publicar

Utak disse...

Vendo depois, as ultimas estrofes tem um ritmo estranho...mas ainda sim, achoque ficaria bem numa musica... depois nos falamos sobre esta ^^