terça-feira, 9 de fevereiro de 2010

Notas

Outro dia eu tive uma disputa por notas com o Diogo. Ele disse que a média dele era X e eu falei, "nossa, sua média é pior que a minha". Todo mundo riu porque era pra eu ter uma nota muito baixa com o número de reprovações que eu carrego... Na verdade meu estórico escolar é uma vergonha, mas enfim... Aí eu fui olhar no Jupiter e descobri que minha nota tinha caído do semestre passado pra esse. Mas como, se eu ainda não tinha reprovado nenhuma matéria?? Olhei de novo e vi que eram as notas baixas, 5.0, 5.6, por aí... Por algum motivo eu sempre acho bem mais chato tirar um monte de notas baixas-mas-passa dessas que tirar zero em umas e nove em outras. Desde o começo da faculdade eu tava conseguindo melhorar sempre as minhas notas escolhendo umas matérias pra abandonar na hora do desespêro (no fim eu sou meio covarde na faculdade). No último semestre eu consegui trancar várias matérias pra evitar reprovações, mas mesmo assim fui meio mal e minha média baixou pelo menos meio ponto.

Depois o Diogo falou que a média dele considerando só o cm é bem mais alta, mas eu argumentei que a comparação é inválida porque eu não amo meu curso que nem ele e meu curso não tem game-shark que nem o dele.

3 comentários:

Tito Peçanha Leitão disse...

ah, notas são uma coisa totalmente instrumentais. Não existe uma relação direta entre aprendizado e notas.
Tipo, se você só faz a faculdade pelo diploma, por diversão ou pelo aprendizado as notas são completamente indiferentes. Em nenhum emprego vão perguntar a sua média ponderada. E se você só quer aprender depois de aprendido só o que importa é o conhecimento, não?
A coisa muda um pouco se você pretende conseguir uma bolsa ou seguir carreira acadêmica. Ai as notas são um instrumento importante para conseguir o que você quer. A maioria das coisas academicas pede um minimo de 7 sem reprovações; na fapesp menos de 8 é desvantagem e não pega bem ter perda de nota durante a vigência. Mas as notas não deixam de ser instrumentais, entende? é para conseguir algo, elas em si não servem para nada no final das contas.
eu sou do tipo que acredita que a melhor posição em qualquer concurso é último aprovado. o curso ou o emprego tem 200 vagas e você passa em 200, perfeito. você não estudou nada mais que o necessário: todas as aulas matadas valeram a pena, todas as festas perdidas foram necessárias.
desencana, a não ser que você precise de nota para alguma coisa que você realmente quer.

Utak disse...

ConcorCo com o Márcio e assino em baixo. Sei que tirar notas altas é bom, mas não acho que notas baixas signifiquem pouco aprendizado. Sempre tirei notas medianas no colegial e da minha sala sou o que mais lembra das coisas. Sempre fui medíocre em notas, e sou o que mais lembra das matérias entre meus amigos. Sempre durmi nas aulas, e sou um dos que mais compreende as matérias, estruturalmente.
Entende? uma coisa não está diretamente relacionada a outra ^^
Ah, eu sei q vc ja sabe de tudo isso, só estou reforçando

Lobz Wolblood disse...

Na verdade, eu preciso bastante das minhas notas.