quarta-feira, 6 de janeiro de 2010

Shortcommings

Não consigo fazer meu trabalho. Fui na biblioteca, lutei contra a vontade cada vez mais forte de ir embora, venci, aprendi algumas coisas, descobri que não podia fazer meu trabalho com o que aprendi, voltei à estaca de não saber nem por onde começar. Não tenho coragem de pedir ajuda, acho que a resposta provavelmente seria "bom, se você não aprendeu nada nos últimos dois anos, então aceite mais uma reprovação merecida". Estou cansada de merecer minhas reprovações, de não poder botar a culpa em ninguém além de mim mesma. Estou cansada de não conseguir nem começar um projeto porque já sei que vou desistir dele no meio, ou porque sei que enquanto estiver insistindo sem fé vou apenas prolongar um sofrimento que só leva a mais fracasso. Estou cansada de me esforçar para fazer o meu melhor mas saber que meus erros anteriores já me tiraram toda a possibilidade de vencer. Estou cansada de saber que de um ano para outro não aprendi nada e cometi os mesmos erros. Estou cansada de explicar para as pessoas que eu ainda estou muito, muito longe de me formar. Estou cansada de pedir em silêncio que as pessoas parem de perguntar sobre a minha faculdade. Estou cansada de não ter coragem de conversar com meus colegas ou sequer de imaginar o que eles pensam de mim. Estou cansada de não entender nada do eles falam, estou cansada de ser a única aqui que não tem nenhum plano para o futuro. Quando isso tudo acabar, o que eu vou ser? A bixete dos meus bixos, a que não se formou quando todo mundo já está trabalhando. Eu odeio isso tudo, eu odeio a lei que isso implica, a lei que eu não posso seguir.

A verdade é que eu não teria coragem de ir para a Cajaíba, eu teria coragem de me dar férias quando eu não fiz nada para merecê-las, quanto mais ficar com tantas outras pessoas naturalmente bem sucedidas que fizeram de tudo para merecer suas férias. Eu sinto vergonha, sim, de não estar trabalhando agora, de estar aqui, de não estar com meus amigos, na verdade tudo me envergonha.

Às vezes eu me pergunto se algum dia eu vou sentir de novo aquela tranquilidade de estar vivendo a vida certa.

4 comentários:

Yuri disse...

aí vc vem no blog e escancara a vergonha que é pra ver se connsegue resolver, né?

Yuri disse...

aí vc vem no blog e escancara a vergonha que é pra ver se connsegue resolver, né?

Tito Peçanha Leitão disse...

putz, e não é que eu fui lá e fiz perguntas justamente sobre a sua faculdade?

Tito Peçanha Leitão disse...

ps: terminei a resposta que fiz para o seu post "Natureza, Conflito, Diferença de Potencial".
Eu tinha começado ano passado, ficou um tempão esquecida e hoje decidi retomar.
está lá no peçanha, dê uma olhada.

;)