quinta-feira, 9 de junho de 2011

Discurso do twitter++

#diadosnamorados

Posso falar? Eu detesto o dia dos namorados. Sempre que chega esse dia eu tenho vontade de estar solteira! Acho que é porque eu sempre tenho vontade de estar solteira, mas também porque todas as lembranças realmente boas que tenho de dias dos namorados são das Festas de Solteiros, nos poucos ou velhos dias em que eu tava solteira. De verdade, não consigo lembrar o que eu fiz nos dias de namorados em que eu tava namorando. Fora no último deles, em que eu decidi terminar meu namoro.

Essa institucionalização do amor me incomoda tanto que eu não consigo aproveitar. E eu não preciso de datas coletivas pra coisas pessoais. Na verdade, eu me incomodo profundamente com a idéia de que todo mundo estará comemorando seus namoros ao mesmo tempo que eu. Eu não quero achar que meu relacionamento, tão especial, com alguém que eu amo tanto que vale a pena sacrificar minha liberdade por ela, é apenas mais um na mesma categoria de tantos outros que não têm nada a ver com ele. Até porque eu nunca me submeteria a algumas coisas que a maior parte dos namorados acha normal. E temn tanto namoro aí afora que é tão menos significativo que o meu! Eu não quero fazer parte desse conjunto.

Com isso tudo em mente, proponho mudar o nome desse dia pra Dia dos Solteiros, e que todo mundo seja solteiro por um dia! \o/ Vejam só, a gente se divertiria um monte, aproveitaria a diversão de ser solteiro, juntaria os casados e os solteiros numa grande festa, e refletiria muito mais profundamente sobre a validade dos nossos namoros. A putaria é opcional.

Dia dos Solteiros ftw! Apoiem esse projeto!

8 comentários:

Utak disse...

Sorry Má Já refleti demais sobre meu namoro pela próxima década. O dia dos namorados é apenas uma oportunidade a mais pra namorar seu namorado/a. Quando você pode fazer sexo uma vez por dia, você realmente não verá interesse nos dias dos namorados, seu namoro é um sucesso. Agora, o resto de nós mortais precisa de desculpas pra poder dar investimento ao namoro.

Hita disse...

Concordo também que já discuti meu relacionamento mais do que é saudável à alguém da minha idade.
E acho que esse dia dos namorados é sim só um selo de marketing. O dia de são valentin é 14 de fevereiro, faria mais sentido. por que 12 de junho? é dia de que?

Chico disse...

Eu não acho que pensei o suficiente a respeito de namoro, e sou meio suspeito para falar de datas comemorativas - em geral torço a cara pra elas e comemoro só por serem feriados - mas fato é que foi com a minha namorada que eu aprendi uma visão diferente pra essas coisas.

Realmente, pra muita gente dia dos namorados é dia de reafirmar (ou romper de vez) o compromisso e o relacionamento. Se você já está num estágio mais maduro, seja da relação, seja da vida, a data acaba perdendo a necessidade.

Por outro lado, se uma data pode ser especial, por que não? Se natal, dia das mães, dia dos namorados, são datas cujo real significado vem de toda a construção que é feita em volta delas, por que não dar um significado, por mais inventado que seja, às datas? Se o seu aniversário não representa nenhuma mudança real na sua vida, por que não comemorar em outro dia com a mesma alegria?

Sei lá, eu ainda tô no aprendizado disso.

Lobz Wolblood disse...

Vontade de escrever um livro sobre cada um desses comentários!

Ugo, você não precisa pedri desculpas. Desculpa se a minha visão de mundo é um problema pra você. Só estou expondo o que eu sinto sobre essa data!

Hita, tem idade pra se discutir relacionamento? Concordo que discutir demais pode ser ruim, mas poderia ser pior, você poderia discutir de menos. Segundo a wikipedia, 12 de Junho é véspera do dia de Santo Antônio, e a comemoração foi iniciada por comerciantes. Péraí, por que não comemorar o amor então na Festa Junina? Ah, é, a gente não quer misturar amor com matrimônio. Ops!

Chico! Não sabia que você lia meu blog, que legal te ter aqui! Preciso pensar mais antes de responder seu comentário.

Lorena disse...

Também não tenho nenhum carinho pelo Dia dos Namorados. Na verdade, a repetição dos dias festivos me parece cansativa... O fato de serem sempre os mesmos ao longo da vida, no mesmo dia e tratados mais ou menos de forma similar, é especialmente chato pra mim. Só consigo achar graça na virada do ano mesmo.

Mas sei lá, é um aspecto tão pequeno da vida que não consigo me revoltar com isso, nem despender minhas energias reflexivas, nem me sentir incluída ou comparada, encaixotada em qualquer coisa.
Teve um dia dos namorados que eu troquei bolinhas pula-pula com meu namorado, sabe? E foi isso, sem traumas. Só mais um dia na vida do universo e na minha.

Diogo disse...

No "nosso" dia dos namorados estávamos em cidades diferentes, não lembro porque, mas estávamos.

Chico disse...

Hahá, eu leio sim! Passeio por aqui de vez em quando.

Responde quando quiser :)

Yuri disse...

Ugo, o objetivo final do namoro é sexo uma vez por dia?

Marina, proponho então o dia da experimentação da diversidade conjugal. Em que casados, viúvos, solteiros, enrolados, noivos, ficantes, estáveis, abertos, polígamos se permitam experimentar outros estados. E rezemos por Santo Antônio pra ele ajudar a desfazer os bloqueios.

Agora, o dia 12 de junho é importante por outra coisa. Nesse dia, citando a Mancha Verde: "Foi em 93/ nós ganhamos o Paulistão/ foi em cima dos gambá (filhos da puta)/ 4 a 0 pro Verdão" :)