terça-feira, 15 de fevereiro de 2011

Desabafo

Disclaimer: Admito que estou escrevendo só porque estou péssima e preciso desabafar e estou sozinha. Se você acha isso um saco, não leia.

Então passar na fuvest me deixou feliz por mais ou menos cinco minutos. Durante o resto da semana eu até me diverti um pouco, saí com uns amigos que se tornaram meus veteranos, etc. Aí passou. Quando fui fazer matrícula estava me sentindo um lixo. Estar na usp não me fez nada feliz. Ao meu redor tinham bixos de todos os lugares, totalmente pintados, parecendo se divertir, e veteranos se esforçando pra ficarem mais limpos que os bichos, e me pareceu que a maior parte deles estava na usp a menos tempo que eu, e todos estavam felizes demais pra mim. Conversei com o Davi e com o Reverbel, e isso foi legal, e encontrei a Ana, o Rafa, o Tomáz, a Rita e mais umas pessoas e isso também foi legal. Depois eu fiquei na fila um tempão antes de descobrir que estava ali à toa porque eu não tinha levado os documentos necessários, e isso foi bem chato. Depois fomos acompanhar a Rita no seu trote, e isso foi bem horrível.
Por que foi horrível? Não sei bem, acho que foram todas aquelas pessoas tão animadas, alunos e professores, e ficar esperando sabendo que eu tinha pisado na bola e ia ter que perder metade do dia pra resolver, e a Rita saindo e dizendo que tinha assinado um papel assumindo responsabilidade se ela morresse em alto-mar me fez morrer de inveja (não de morrer, de ir pra alto-mar) e o trote que ela recebeu foi umas mil vezes mais empolgado que o meu, e eu tive vontade de ser bixete, ou ao menos de um dia ter sido bixete. Não é a mesma coisa quando todos os seus veteranos conhecem muito menos da usp que você. Quando você já teve bixos e mesmo assim nunca os tratou como bixos. E quando seus 'veteranos' estão todos totalmente desligados e desanimados.

No final eu acabei desistindo de me comportar como bixete. Estava ficando irritada com a quantidade de veteranos incompetentes, que me davam informações erradas e não sabiam de nada. Infelizmente eu não estava com a minha carteirinha, senão teria usado a técnica de apontar pra meu número usp e mandá-los me buscar cerveja.

O final do dia foi menos ruim porque encontrei o Ademar, conversamos um monte e ele me pagou cervejas e coca-cola com vodka (chamar de cuba-libre me pareceu forçação de barra...), e eu conversei com umas pessoas até que bacanas, mas fiquei desapontada de não conseguir encontrar mais meus amigos que estavam comigo antes porque eles foram para casa, enquanto eu quis ficar para a festa no IME (a festa incluía IF, IO e IME, mas o que tinha era 60% IF, 20% IME e 20% avulsos (Poli, Eca, etc). Acho que não veio ninguém do IO). No fim o Chalom veio nos encontrar e ficamos mais um tempo bebendo cerveja e papeando antes de ir pra casa.

Não lembro direito o que aconteceu depois. Acho que fiquei um tempo conversando com Talita e Alex em casa, como de costume, mas não tenho nenhuma lembrança disso. André conseguiu me convencer, com muito esforço, a tomar banho antes de dormir. Acordei às sete e meia precisando muito de água e toda dolorida. Voltei pra cama e dormi profundamente. Acordei de novo ás onze e meia, bem mais inteira.

Quando cheguei aqui, minha vida ainda parecia um lixo.

5 comentários:

Anônimo disse...

O que completa o vazio é Deus. Nele encontramos paz, acredite.
Permita-se entrar no site abaixo, por apenas alguns minutos...
Deus te abençoe e lhe conceda a paz e a alegria que falta em sua vida.
www.vemevetv.com.br

Rafael F. disse...

Cheguei a ver seu nome na lista de aprovados, mas nem me ocorreu a idéia de te encontrar no dia da matricula. Estive por lá também me matriculando em letras. De toda forma estou sem ceulular e consequentemente sem seu número.

Não cheguei nem a te dar parabéns nem nada, e tenho construído na minha cabeça um email confuso que pretendia te enviar. Me incomoda que esteja ainda passando por isso.Vivi uma situação bem parecida em relação aos diversos trotes, mas consegui aproveitar bons momentos e dar risada dos que noutros tempos me incomodariam profundamente.

Sinto que nunca chegamos a nos entender, e isso me causa certa angústia. Espero que nos vejamos por aí ao longo do ano.

Abraço

Bia disse...

eu nunca tinha entrado na usp, e isso foi muito feliz. mas confesso que foi estranho, já ter andado tanto por lá e tudo ser meio sem graça. espero que a graça volte, e torço pra você tambem. =]

Utak disse...

entendo. O trote também foi um lixo. As aulas vao ser melhores que os trotes. Juro que vao. Pra mim estão sendo.

Hita disse...

Well...
O trote até foi.
Mas a semana foi tensa.
Como foi sua semana dos bixos? você foi?
Sabe... Qualquer coisa atravesse a rua. Tem gente boa no IO e na FAU.
E quem sabe o início das aulas não seja legal?
Bandejar com os amigos qualquer dia?
Bora lá que o ano começou.